CGD E OS COMISSÁRIOS


Li ontem no “Expresso online” o seguinte:

«Montenegro diz que seria “uma vergonha nacional” não mudar as regras na Caixa Geral de depósitos».

Digo eu; seria “uma grande vergonha nacional”, mas principalmente para toda a classe política, se, fartos que brinquem com eles, os novos gestores batessem com a porta da Caixa Geral de Depósitos e regressassem às vidinhas mais calmas que tinham, ganhando o mesmo ou, nalguns casos, até mais.

E então, lá voltaríamos a ter a porta aberta para a entrada triunfante dos “comissários-partidários”, “salvadores da pátria”, às vezes baratinhos, mas que, no fim das contas, ficam sempre muito mais caros aos portugueses.

Silvestre Félix
03.11.2016

Tag: CGD
(Foto: Google)

Sem comentários:

OS SEGREDOS E OS PERIGOS, VISTOS POR UM CANUDO...

Se, num passe de mágica, conseguisse recuperar a “minha-janela-daquele-terceiro-andar”, donde, durante tanto tempo contado em anos, conseg...