CONSUMISMO

Eu, neste período natalício e de transposição de ano, estou, como o tempo tem estado, cinzento, inibido e muito “murcho”.

O consumismo sem limite e sem dinheiro, as prateleiras vazias, os papéis de embrulho dentro e fora dos caixotes do lixo, ainda sem descanso e lá vem a abertura oficial dos saldos. Não se pode perder, e volta tudo ao princípio, corre-corre porque se pode acabar. Engarrafamentos junto dos “shopping’s”. Não há limite e não há dinheiro.

Ainda estão as “digestões” acumuladas e já aí vem o fim de ano. Sem limite e sem dinheiro mas “réveillon” não pode faltar. Os melhores programas, dentro e fora do País, estão lotados como de costume, sem limite, sem dinheiro e, neste caso, sem crise. Essa “coisa”, a crise, é para os outros.

Estou cinzento, inibido e muito “murcho” com toda esta euforia. E depois, como se diz na revista “Visão” que saiu hoje, o Partido Socialista desistiu de tentar ganhar Cascais e Oeiras, e Sintra? Acrescento eu com interrogação. No que respeita às eleições autárquicas que vêm aí, o PS está como eu; Cinzento, inibido e muito “murcho”.

Mesmo com este tempo cinzento, como eu, espero que o novo ano não seja tão mau como dizem.

SBF

BOAS FESTAS



Se os votos de Felicidade, Alegria, Paz, Amor e Solidariedade que se costumam desejar nestes dias à volta do Natal, servirem de exemplo para todos os dias do ano que aí vem, então eu também desejo tudo isso e muito mais para todos os visitantes.

SBF

PROFESSORES VS GOVERNO


Começo a ter alguma dificuldade em ouvir as tiradas do líder da FENPROF. Se não é do c* é das calças, haverá sempre mais um argumento para justificar o não cumprimento da lei por parte dos Professores, mas não pode ser, os Professores, tal como a generalidade dos Portugueses que trabalham, têm que ser valorizados ou desvalorizados através dum processo de avaliação justo e eficaz.

O que está em causa não é a carreira de um profissional do ensino, mas sim, o processo de aprendizagem dos nossos filhos que deverá resultar no respectivo sucesso escolar.

Entretanto parece que já haverá alguns Professores, tal e qual o cidadão vulgar, que estarão cansados de tanto paleio.

Um abaixo-assinado, em vésperas duma reunião com o Governo. É sempre bom pressionar não é?

SBF

NOVO CÓDIGO DO TRABALHO CHUMBADO



Pois é! Nem oito nem oitenta. Parece-me realmente que o aumento de 90 para 180 dias de experiência era um exagero. O Governo podia ter evitado que mais uma vez o Presidente da República tivesse brilhado.

SBF

EQUADOR – SÉRIE



Li o livro do Sousa Tavares em tempos e gostei. Gosto de romance, e especialmente do histórico, e foi esse tempero que me levou a comprá-lo logo no seu lançamento.

Quando se lê primeiro o romance, e depois se vê a versão de cinema ou série de TV, é natural que não fiquemos inteiramente satisfeitos. No livro a nossa imaginação é que comanda, no écran, vemos e ouvimos os personagens, vimos os locais e a história passa a ser condicionada por esses sentidos.

Pelo que vi ontem gostei. Espero que a continuação me agrade como aconteceu com a estreia. Aconselho a sintonizar a TVI no dia da transmissão.

SBF

JOSÉ MOURINHO-POLÉMICO

O Mourinho gosta de ser “mal amado”. Não é necessário afirmar, duma forma tão clara, mesmo que fosse verdade, que o Ibrahimovic é melhor que o Cristiano Ronaldo.

Tem a pretensão de passar um atestado de incompetência a quem votou no Cristiano e fica mal no filme relativamente aos Portugueses e a todo o universo de admiradores do Cristiano pelo mundo fora.

“Presunção e água benta, cada um toma o que quer”

SBF

BUSH E OS SAPATOS DE BAGDAD…




Quem havia de dizer que alguém se tornaria herói de Bagdad, por ter tido a coragem de descalçar os sapatos e atirá-los na direcção dum americano que, há cinco anos, armado em cowboy, invadiu e iniciou a destruição daquele país que já foi Babilónia.

Os americanos são tão “queridos” (de querer) no Iraque, que desde ontem, milhares e milhares de Iraquianos, se manifestam em todo o País, em apreço ao compatriota atirador de sapatos.

Por muito rápido que seja o Obama, na retirada das tropas do
Iraque, o estrago já está feito e a tendência é que continue a piorar.

Há quem nem um par de sapatos pelas trombas, mereça!
SBF

FÓRUM DAS ESQUERDAS …

A Democracia é isto mesmo. Todo o Cidadão tem o direito de reunião com quem e onde muito bem entender. Neste “fórum” estão anunciadas presenças de pessoas que não têm vínculo partidário e de outras que se conhecem como militantes do BE, PCP e PS, sendo algumas, figuras destacadas destas organizações. Há contudo uma característica comum, à excepção dos do BE, que é o não estarem, de momento, em completa sintonia com os seus partidos.

Ora bem, embora os partidos digam oficialmente que no seu interior, os militantes têm liberdade de opinião e podem manifestar o seu direito de discordância, não é nada assim. É suposto haver um discurso oficial com que os militantes se identificam, se não, não faz sentido a militância.

Bom, o que acho que se passa, é que este “fórum” é mais uma reunião à medida do BE que, desta forma, tenta alargar a sua base de apoio eleitoral até aos cidadãos que votaram Manuel Alegre nas últimas presidenciais.

Resta-me reconhecer o sucesso da estratégia do BE que é legítima e pode vir a dar os seus frutos, só não é preciso esconder as verdadeiras intenções.

SBF

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS


Por princípio, não sou entusiasta nem ligo aos dias universais, mundiais, nacionais, disto, daquilo e daquele outro. Acho que é mais retórica que outra coisa e, por vezes, é mesmo só uma questão de publicidade.


Comemora-se hoje, 10 de Dezembro de 2008, sessenta anos da declaração universal dos direitos humanos.


Toda a gente “bate no peito” na defesa de todos estes direitos. Fica bem, é politicamente correcto e engana-se a consciência.

BOLA DE OURO



Quando um compatriota nosso é reconhecido pelo seu mérito, ficamos felizes e contentes e ficamos também com o “EGO” inchado. É verdade que precisamos de muito ânimo e o Cristiano Ronaldo faz-nos bem, ajuda-nos a manter a cabeça erguida.

O “nosso” BOTA e BOLA de ouro merece os prémios, mas para lhe assentarem mesmo bem, tem de ser mais humilde. A imprensa nacional e estrangeira tem feito eco de algumas altitudes do Cristiano que não o dignificam. Espero que sejam só momentos.
SBF

PRENDAS DE NATAL



Há já praticamente um mês que tudo o que é “ponto de venda” tratou de colocar, nas “barbas” dos clientes, os brinquedos e todas as outras bugigangas que podem, duma ou doutra forma, servir de prenda para alguém.

Nunca me dei bem com esta época. Não pelo Natal em si, mas pelo tempo de consumismo doentio em que a nossa sociedade transformou este período.

Mesmo a atravessarmos uma crise muito séria, sem sabermos quando vai acabar, mesmo assim, não deixamos de invadir os shopping’s e centros comerciais tendo que ultrapassar filas de trânsito e encontrando muita dificuldade para conseguirmos lugar para estacionar. Depois, finalmente, conseguimos gastar uns “trocos”, que muitas vezes falta fazem para outros compromissos, comprando a tal “prenda” e ficamos felizes porque cumprimos a principal missão deste Natal.

Contrastando com esta realidade, passamos ao lado, numa grande parte das vezes, de campanhas promovidas por “ONG’s” ou similares, para que, com pequenas contribuições, (muito inferiores a uma das dez ou vinte prendas compradas) possamos alimentar uma criança durante muitos meses, em qualquer parte do hemisfério sul.

A excepção a esta regra é o êxito sucessivo do BANCO ALIMENTAR. Mais uma vez, foram ultrapassados os anteriores recordes.
SBF

HABITUAMO-NOS A CADA COISA...

Há coisas que, antes de as fazermos ou programarmos, é bom que nos habituemos a consultar o calendário das greves de alguns serviços, na m...