FESTAS DE S. PEDRO



Nestes dias de festa em Sintra, todos se querem mostrar.

Vi algumas coisas com gosto, por exemplo, as figuras históricas que durante os dias de Sábado e Domingo passearam entre os Paços do Concelho e a Vila e alguns espectáculos no palco montado em frente ao Palácio da Vila. Pessoalmente dispensava o Abrunhosa. Pessoa a quem não possa ver os olhos dá-me sempre a sensação que tem qualquer coisa a esconder, para além de que cantar é o que ele não faz, dizem que é bom músico e devia ficar por aí.

Continua a não entender a ausência de coordenação entre os eventos organizados pela Câmara Municipal de Sintra e a Junta de Freguesia de S. Pedro. Não é um problema de agora, deste mandato, tem muitos anos e muitos Presidentes de Câmara e de Junta.

É claro que o orçamento da Câmara para estas festas de S. Pedro, é muitas vezes superior ao da Junta para as mesmas festas de S. Pedro. Sem prejuízo de se manter a tradição das tasquinhas no Largo D. Fernando II em S. Pedro, dos carrinhos de choque, dos carrosséis, etc, era interessante, tanto em S. Pedro como na Vila, desenvolverem outras realizações, o passeio das figuras históricas é uma exemplo, mas haverá mais como já houve há uns anos umas marchas apresentadas pelas várias Freguesias, no que respeita aos grandes espectáculos tem toda a lógica que haja uma coordenação entre as duas organizações de forma a não sobreporem eventos com as mesmas características e tão perto um do outro.

NELSON MANDELA



Nelson Mandela faz 90 anos no próximo dia 18 de Julho mas esta noite, em Londres, realizou-se um grande espectáculo comemorativo do seu 90º aniversário.

Para mim, este Homem, é um daqueles muito poucos que marcam uma época pela positiva de tão grandes que são.

Esteve preso vinte e muitos anos e, quando foi libertado, a sua prioridade foi refundar o seu País, transmitir confiança ao seu povo na liberdade e sã convivência com todas as classes e raças, exactamente os valores por que tinha lutado toda a sua vida, e o contrário daquilo que o regime racista do apartheid havia praticado até essa altura.

O sentimento “vingança” não faz parte do seu “dicionário” e é uma lição de humanidade para toda a gente.

Longa vida a Nelson Mandela!

NOVO SELECCIONADOR





Esta Quarta – Feira haverá reunião da Direcção da Federação Portuguesa de Futebol e, fazendo fé nas notícias vindas a público sobre o assunto, uma das matérias em discussão será a escolha, ou pelo menos as alternativas para próxima escolha, do novo seleccionar Nacional.

O ciclo do Filipe Scolari foi muito positivo para a nossa selecção, não restam dúvidas e, se se tivesse concretizado a passagem às meias-finais do Euro 2008, então seria mesmo um ciclo de ouro.

Agarrado a este facto está a péssima decisão do anúncio da ida do Scolari para o Chelsea no meio do torneio. Foi uma ideia que pode não ter tido nada a ver com o que se passou a seguir mas ficará sempre a dúvida. É impossível que, consciente ou inconscientemente, os jogadores tivessem a mesma motivação sabendo que o homem ia embora já, e, não o sabendo, ou pelo menos estando na dúvida se sairia ou não.

Entretanto, e relativamente à escolha do novo, acresce aqui um outro problema que é o final do mandato da actual Direcção presidida por Gilberto Madail. A decisão do da escolha do nosso seleccionador é urgente, mas será legítimo que seja feita por uma Direcção que vai sair em breve? A lógica não será de ser a nova Direcção a tratar do assunto? Eu sou daqueles que acham; Sendo certo que vai haver eleições para uma nova Direcção a curto prazo, devia ser a nova Direcção eleita a contratar o novo seleccionador e não a actual. Não me parece sequer seja muito complicado entender isto!

O SONHO COMANDA A VIDA



Como diz António Gedeão no seu famoso poema cantado pelo Manuel Freire, Pedra Filosofal; “ O sonho comanda a vida!”

É isso mesmo, deixem-nos sonhar. Temos esse direito, não é necessário autorização de ninguém, não precisamos de preencher impresso nenhum para entregar na repartição de finanças, nem dá para descontar no IRS.

Deixem-nos sonhar!

Estamos a caminhar para o final do actual ciclo político e eles já se movimentam para se posicionarem nos melhores lugares no “raking” das promessas absurdas e impraticáveis, ou paralelamente no rol das reivindicações de quem nunca vai ser poder. É sempre a mesma coisa, de quatro em quatro anos aí andam eles.

Deixem-nos sonhar! É tempo de não nos virem roubar os sonhos!

As próximas eleições legislativas e também as autárquicas já fazem mexer tudo o que é aparelho partidário, sim, porque no resto do período, os outros três anos, deixam correr o “marfim”, mandam as promessas às urtigas e não se preocupam com quem acreditou neles e os elegeu. Chegada esta altura, lançam umas “obritas”, lançam os peões de breca para caçarem os votos que por aí andam perdidos.

“O sonho comanda a vida” e eu sonhei com um País de direito com uma democracia sólida e credível, onde os políticos tivessem orgulho de o ser e os “outros” cidadãos tivessem orgulho de ter aqueles políticos.

DEIXEM-NOS SONHAR!
(fOTO: Alquimista e Pedra Filosofal)

CONGRESSO EM GUIMARÃES



Ontem, 6ª feira dia 20 de Junho, dia um do congresso do PSD em Guimarães, vim para casa com algum interesse em ouvir o discurso de abertura da nova líder Dra Manuela Ferreira Leite. Do ponto de vista político a Senhora ainda não provou nada. Das primeiras passagens pelo poder durante os governos do Dr. Cavaco Silva, principalmente no Ministério da Educação, foi amplamente contestada e comparando com a Ministra actual, no aspecto de contestação, ainda lhe ganha muitos pontos. No governo de Durão Barroso, como Ministra das Finanças, não conseguiu nada de consistente e ainda agravou o deficit, portanto tem que provar ainda tudo.

Coberta com aquela capa austera, não garante nada a ninguém. É pessoa por quem não tenho nenhuma simpatia e em quem nunca votaria.

Mas, como comecei por dizer, ontem queria ouvir o discurso, e então sentei-me em frente à televisão, sintonizei a SIC Notícias e esperei. A Senhora ainda não estava a falar há cinco minutos e eu já estava a dormir, eu e a maior parte daquela assistência que, ouvindo aquela voz de fio cinzento, não dava para aguentar o discurso.

O PSD virou definitivamente cinzento, por mim tudo bem, que nunca nele votei nem espero votar.

LAMENTAÇÕES

Nestes últimos dias tenho andado completamente anestesiado;


Ele foram as lutas intestinas do PSD que acabaram (por agora) com a eleição da nova líder,



As vitórias e a derrota da nossa selecção,


A telenovela da ida do Cristiano Ronaldo (ou não) para o Real Madrid,


A esperada (o timing escolhido não podia ser pior) saída do Scolari para o Chelsia,


Os diversos catálogos para entrevistas dos repórteres das nossas televisões aos craques,


As notícias da selecção sem “notícias” e que ocupam 2/3 dos telejornais das nossas televisões,


Se o FCP vai ou não aos campeões Europeus, parece que vai,


O recurso do Benfica,


É a especulação do preço do petróleo que não pára,


E por isso os combustíveis a bater os tectos todos,


Ainda por tudo isso as paralisações dos camionistas,


Os agricultores, os pescadores, os taxistas, os automobilistas em geral, os da outra banda, os do IC19, os astronautas, os marcianos, etc, etc


É o chumbo dos Irlandeses do tratado de Lisboa,


E os do Bloco e do PC a dizerem que o tratado está morto e os outros a dizerem que ele está vivinho da silva,








E, e, e, nunca mais acaba de lamentos….





Devíamos inventar um “muro das lamentações” (sem ofensa para os Judeus) também aqui, perto de nós, para podermos despejar lá toda esta energia negativa.









Pois, mas que a coisa está má, lá isso está!







O nosso “Primeiro”, mesmo tendo mobilizado todos os bons adivinhos, nunca esperaria que o céu lhe caísse assim desta maneira.

TAXA DE POBREZA



A propósito dum relatório da EU a 25 publicado agora mas baseando-se em dados de 2004, disseram-se as maiores barbaridades sobre a posição, muito em baixo, de todos os indicadores.

Quem descobriu primeiro o dito relatório foi a diligente e esclarecida comunicação social portuguesa, para logo virem atrás os habituais profetas da desgraça. Desta vez até o Dr. Mário Soares alinhou.

Acontece que, analisando na generalidade os mesmos parâmetros, mas agora em relação a 2006, a mesma Europa conclui que Portugal tem uma taxa de pobreza a 18%, ou seja, dois pontos acima da média Europeia.

Vá lá… Não puxem tanto para baixo…

IRAQUE NO FUTURO



O nosso Secretário de Estado das Comunidades declarou em Estocolmo que, citando; «Portugal reitera, assim, o seu forte apoio ao programa e aos seus objectivos para um Iraque democrático, federal unificado e seguro, fundado nos princípios da liberdade e igualdade, garante da paz e estabilidade para o seu povo.»

Mas haverá ainda quem acredite num Iraque uno e indivisível em paz?

A coisa está muito mais inclinada para o nascimento de vários “iraquezinhos”; Ao norte e noroeste os Curdos com a Turquia a roer-lhes os calcanhares, centro sunitas e no sul xiitas.

Quando isso acontecer, a uma distância de muitos milhares de mortos, talvez a brilhante obra do sr Bush e seus aliados em 2003, esteja pronta e a coisa talvez acalme.

LÍTIO - O OURO MODERNO

Contestação à exploração de Lítio-Serra da Estrela-24.08.2019  (DN online) Muitas regiões do nosso país têm o subsolo a abarrotar de o...