MÁRIO CESARINY


RUA 1º DE DEZEMBRO

À hora X, no Café Portugal
à mesa Z, é sempre a mesma cena:
uma toupeira ergue a mãozinha e acena…
Dois picapaus querelam, muito entusiasmados:
Que a dita dura dura que não dura a dita dita dura – dura desdita!
Um pássaro cantor diz que isto assim é pena
e um senhor avestruz engole ovos estrelados

Mário Cesariny, Nobilíssima Visão – 1959

Mário Cesariny teria hoje 87 anos. Morreu neste dia 26 de Novembro de 2006. Pintor e poeta, era considerado “O surrealista” português, e, fazendo jus ao título, em tudo o que opinava, quer fosse na arte, na história, na antologia ou simplesmente no seu dia-a-dia, era sempre polémico.
O seu trabalho, nas duas vertentes, é vasto mas sem retorno financeiro. Só a partir dos anos 80, quando é reeditada a sua obra poética, readquire o equilíbrio orçamental e, quando morre, consegue deixar em testamento um milhão de euros à Casa Pia. Ainda em vida, entregou graciosamente todo o seu espólio à “Fundação Cupertino de Miranda”.


SBF


(Imagem: Wikipédia)

Sem comentários:

HÁ ANEDOTAS BEM MAIS FRAQUINHAS

Tenho a impressão que deixaram plantado, ali para as bandas de Alvalade, um vírus que, como todos os outros que por aí andam, ataca sem ol...