ANO DO PREC – DEPOIS DE 25 DE NOVEMBRO, DIAS 26 E 27 (1ª PARTE)

Quando já estavam perto do quartel, João disse ao amigo para ir mais devagar na aproximação. No início da reta que dá acesso à Porta-de-Armas, aperceberam-se que havia muita gente no largo fronteiro ao portão….
O parou a alguma distância da confusão e o João saiu do carro despedindo-se do amigo com um abraço e dirigindo-se ao portão da Unidade…
Dentro do quartel, João correu para a camarata fardou-se num minuto e…
Quando saía da CCS, já vinha o seu amigo Cruz ao encontro dele que, em trinta segundos, fez o ponto da situação e lhe disse que estava a contar com ele para a brigada de ronda que tinha sido encarregado de constituir…
O Furriel Cruz, no decorrer da ronda, foi passando toda a informação que considerava essencial e, relativamente à situação no quartel, disse ao João que era pacífica mas, a gestão mista entre os do quadro pelo novo Comando e os Milicianos pelo Comando antigo, causava alguns constrangimentos que estavam a ser difíceis de ultrapassar….
O turno da ronda era até às 2h da madrugada de 26 de Novembro e, de volta ao quartel e com a papelada toda preenchida, o Cruz e o João já tinham à espera o Vilaça e o Mata para irem ter com o “Chefe”Albertino à cozinha. À espera deles lá estavam umas febras na brasa e vinho verde que o Vilaça todas as semanas trazia da terra, lá para os lados de Guimarães….
No meio das febras e do “trotil”, foram fazendo o ponto da situação sobre as ações desencadeadas pelo Regimento de Comandos nos quartéis que eles designavam de rebeldes….
Todos sabiam que, não aceitando o novo Comandante, a Unidade estava na mesma linha de ataque do Regimento de Comandos….
A Comissão já tinha combinado uma Assembleia para as cinco da tarde e, para evitar confrontos quando os "Comandos" chegassem à Unidade, iam propor a entrega de todas as armas que estivessem com Milicianos, nas respectivas arrecadações. Todos acharam bem e combinaram mobilizar toda a gente para concretizarem esta proposta da Comissão.

(Continua)
(Partes do texto “25 de Novembro do Ano do PREC” de Silvestre Félix)
(Baseado na realidade com nomes e situações ficcionadas)

Sem comentários:

HABITUAMO-NOS A CADA COISA...

Há coisas que, antes de as fazermos ou programarmos, é bom que nos habituemos a consultar o calendário das greves de alguns serviços, na m...