OBAMA E O CONTENTAMENTO DOS AMERICANOS

A notícia do dia é a morte de Bin Laden. Com foto verdadeira ou não, parece indesmentível que a eliminação do líder da Al Qaeda aconteceu mesmo. A ortodoxia islâmica ganhou um novo mártir e, entretanto, em jeito de resposta, o Ocidente que se cuide porque a reação pode materializar-se a qualquer momento.


Como sempre, os especuladores aproveitam todas as notícias para justificarem a procura de ganhos dentro e fora das bolsas. Todo o dia os títulos bolsistas têm subido em todo o mundo. A cotação do petróleo, às primeiras horas da manhã, baixou por causa da morte de Bin Laden, agora, da parte da tarde, voltou a subir. Sabem porquê? Claro, por causa da morte do mesmo. Não é para rir, é mesmo assim. Para eles, todas as razões são válidas para especularem para cima ou para baixo.


As presidenciais norte-americanas são lá para Novembro de 2012 mas, pode muito bem acontecer que, a partir de hoje, já se saiba o resultado. O chefe da Al Qaeda era, de facto, o grande inimigo de cada um dos norte-americanos. Com o sucesso da ação desta madrugada pode muito bem acontecer que a popularidade de Obama suba bastante e não volte mais a cair até ao dia das eleições.


Fica no entanto uma dúvida que não vai ser esclarecida rapidamente. Como é que a generalidade do grande Islão vai encarar a situação. Os radicais que simpatizam com a Al Qaeda são uma minoria mas, em qualquer dos casos, existem barreiras difíceis de transpor para que este acontecimento tenha a mesma interpretação nas sociedades islâmicas e no Ocidente.


Silvestre Félix

Sem comentários:

OS SEGREDOS E OS PERIGOS, VISTOS POR UM CANUDO...

Se, num passe de mágica, conseguisse recuperar a “minha-janela-daquele-terceiro-andar”, donde, durante tanto tempo contado em anos, conseg...