DIA DA MÃE

As lojas de flores e de pequenas lembranças abarrotavam. As bichas eram mais que muitas e, deu para perceber que nem toda a gente trouxe de casa boa disposição.


Era assim a meio da manhã no shopping cá da zona.


É o 1º de Maio mas como é o primeiro Domingo de Maio também é o dia da Mãe. É esta a explicação para tanta pressa a esta hora do dia.


Um ramo de flores ou uma lembrança pode resolver o problema da “obrigação” mas, decerto, não dá amor e carinho nem supera as faltas do ano inteiro.


Bem hajam as verdadeiras Mães por esse mundo inteiro.


Silvestre Félix

Sem comentários:

OS SEGREDOS E OS PERIGOS, VISTOS POR UM CANUDO...

Se, num passe de mágica, conseguisse recuperar a “minha-janela-daquele-terceiro-andar”, donde, durante tanto tempo contado em anos, conseg...